Cheguei aos 30 Anos

Olá pessoal,

Quem diria, cheguei aos 30 anos, meia vida vivida, afinal me dei conta que estou no meio da minha vida, pois se tivermos saúde podemos viver e fazer muita coisa até os 60 anos, depois disso já não somos mais os mesmos, tanto na cabeça quanto no corpo, por isso fiz uma reflexão e estou mudando e vou mudar muita coisa na minha vida no decorrer deste ano.

Ao chegar aos 30, veja o que percebi e aprendi:

  1. Cuidar da Saúde:
    Nunca cuidei muito bem da minha saúde diga-se de passagem, sempre comi muito fast-food e fiz pouco ou nenhum exercício físico, sempre fui magro vestia nº 36… 38, agora já estou no 40… 42, perdi muitas roupas e ganhei uma boa barriga, e por isso estou cuidando e me preocupando de verdade da minha saúde.

    Começamos o ano (eu e minha esposa) numa caminhada semanal (2 a 3 vezes por semana) e estamos firmes ha 1 mês e meio, eu chamo esta caminhada de “caminhada pra não enfartar”.

    Também melhoramos nossa alimentação há alguns meses onde passamos a comprar sempre no mesmo local nosso almoço, cada dia um cardápio o que nos faz comer nutrientes diferentes do comíamos quando cozinhávamos em casa (toda semana era o mesmo cardápio: arroz, algo frito, salada e suco de saquinho), isso tem feito muita diferença pra todos nós inclusive nossa filha que adora um feijão fresco.

    Também estou frequentando o dentista com mais frequência (até fizemos um plano dentário) e daqui alguns meses vou fazer um plano de saúde também pra não ter desculpa de não fazer um exame de rotina (coisa que não faça há muitos anos).

    Pretendo também futuramente seguir uma dieta e iniciarmos exercícios físicos regulares como academia por exemplo.

  2. O Futuro:
    Depois que minha filha nasceu (ela faz 3 anos daqui uma semana também), comecei a ter preocupações com o futuro com as quais não tinha até então, comecei a pensar: e seu eu morre-se amanhã? o que seria da minha filha e esposa, ficaria dependendo de meus parentes pra sobreviver, iriam passar necessidade?

    Com isso, fiz logo de cara um seguro de vida pra gente, pra que se algo der errado consigam pagar as contas e seguir em frente.

    Também me fez a questionar o que vou fazer no futuro e como garantir que teremos dinheiro suficiente em alguma fatalidade, ou mesmo quando ficar mais velho, quero manter e melhorar nosso padrão de vida, por isso comecei várias poupanças e aplicações de pequenas quantias que com o tempo renderão muitos bons frutos.

  3. Viver o presente:
    Isso é o mais difícil de se conseguir, principalmente para quem é empreendedor como eu, sempre pensando no que fazer amanhã, mas sei que esta é a chave pra felicidade, pensar e viver no presente, aproveitar o que tem hoje, não pensar nem no passado nem no futuro e aproveitar os minutos que estamos vivendo hoje.

    Afinal o futuro a Deus pertence, podemos planejar, pensar, sonhar, mas não sabemos o que vai acontecer até lá, muita coisa pode mudar.

  4. Descobrir o que gosta de fazer e que o faria trabalhar até de graça:
    Esse é outro ponto muito importante, depois de muitos problemas e frustrações em 2017 venho pensando o que realmente gosto de fazer e descobri que realmente sou apaixonado por telecomunicações, mais especificamente à internet, amo como toda a infra-estrutura se conecta para provedor conteúdos e um mundo de possibilidades à todos.

    Agora que descobri o que realmente gosto de fazer, posso focar meus esforços e ter metas que me mantenham neste caminho.

Enfim, acho que é isso, em resumo eu diria que cada ano que passa adquirimos experiência, vivência e aprendemos com nossos erros e acertos e isso faz com que amadurecemos como pessoas melhores, infelizmente não temos como ter a cabeça de hoje quando tínhamos 20 anos, temos que viver ano após ano para adquirir esta bagagem, no final o que todos queremos é ser feliz e aproveitar o pouco tempo que temos aqui nesta terra, fazendo o que gosta, estando com quem ama, enfim, que venham mais 30… 40… 50 e quem sabe muitos mais anos pela frente. =D

 

Deixe um Comentário: